Noticias   Liga/Liga Europa   Modalidades   Universo Leonino   Temas Reflexão   Participe   Fundação Aragão Pinto
VOLTAR
   
ESPECTÁCULO...SEM LEÃO
FILHOS DE ALVALADE
 
Espectáculo … sem leão
 
Futre
Na estreia, bastaram 45 minutos
para Futre ser melhor em campo
 
A primeira superestrela que o Sporting deu ao Mundo pouco ou nada deu ao Sporting. Foi o FC Porto que lucrou com a milionária venda de Futre ao Atlético de Madrid, depois de ter conquistado a Taça dos Campeões Europeus, ainda com 21 anos.

Paulo Jorge dos Santos Futre chegou menino a Alvalade para participar no Torneio Onda Verde, promovido pela DGD. Aurélio Pereira, responsável pelo futebol juvenil leonino, gostou do que viu fazer o puto do Montijo que jogava futebol de cinco no Cancela, mas só depois de ter sido experimentado num torneio de escolas em Rocheville ( França ), onde foi considerado o melhor jogador, foi proposto um contrato a Futre.
Sempre habituado a ser a estrela da equipa, chega aos seniores em 1983/ 84, com 17 anos, lançado pelo checoslovaco Joseph Venglos.

Logo na primeira jornada, nasce a estrela: entra ao intervalo do jogo com o Penafiel empatado a zero e o resultado final é 5-1, com Futre eleito por unanimidade o melhor em campo.

Nos 21 jogos do Campeonato ( a somar a 4 na Taça de Portugal e 3 na Taça UEFA ) marca 3 golos, insuficientes para evitar uma época pouco satisfatória. A glória (sobretudo no Fc Porto) e o dinheiro (sobretudo em Madrid) encontrou-os sem leão ao peito, um pouco por todo o lado, pois espalhou classe em Espanha, Itália, França, Inglaterra e até no Japão.
 
CURIOSIDADE
 
Futre de Saida
Ameaça de empréstimo à Académica vinda de
Toshack
justificou a saída de Futre a custo zero
 
A insensibilidade da direcção de João Rocha – e o desconhecimento do assédio do Fc Porto de Pinto da Costa - levou o Sporting a ridicularizar uma proposta de melhoria de contrato do pai de Paulo Futre, descontente com o facto de o filho receber um quinto do ordenado de quase todos os suplentes do Sporting. A “ gota de água “ e pretexto para a transferência para o FC Porto, alegando falta de condições psicológicas, é o anúncio de que o recém-chegado técnico galês John Toshack tinha a intenção de o emprestar à Académica. Saiu a custo zero.
 
In Record
 
centenáriosporting, copyright @2007.Todos os direitos reservados|webdesign by deepdesign